Apesar das semelhanças existentes entre a terapia homeopática e a floral, as duas não são a mesma coisa.

O que elas têm em comum é que trabalham com medicamentos energéticos, que promovem ações baseadas na energia que foi extraída no processo de preparação, diferente do que ocorre na medicina tradicional, onde os remédios são dosados pela quantidade de matéria para fazer efeito.

Mas, apesar dessa característica, elas são terapias diferentes e nesse artigo você vai entender porquê.


Homeopatia

Consiste numa especialidade médica e farmacêutica, onde é ministrado ao doente, doses mínimas de um medicamento homeopático, que estimula uma reação orgânica.

A Homeopatia foi criada no século 18, pelo médico alemão Samuel Hanemann, que descobriu essa ciência por meio da Lei da Similitude, onde doenças semelhantes são curadas com doenças semelhantes. Ele descobriu que determinadas substâncias, quando ingeridas, provocam uma doença artificial, que faz com que o organismo trabalhe na cura da doença verdadeira.

A prática visa o restabelecimento da saúde focando no indivíduo e não na doença.


Florais de Bach

Os Florais de Bach são utilizados na terapia floral, que foi fundada pelo médico inglês Edward Bach. Ele já tinha uma carreira bem sucedida na homeopatia e foi dentro do hospital onde trabalhava que começou a desenvolver novos medicamentos, feitos a partir de bactérias, os Nosódios de Bach.

Com o passar do tempo, ele passou a produzir esses remédios a partir de flores, seguindo as mesmas técnicas da homeopatia. Por meio da observação comportamental de pessoas, conseguiu concluir que esses medicamentos eram eficientes no tratamento de sofrimentos emocionais e psíquicos.

Mais tarde, Bach se mudou para o país de Gales, onde vivia em uma casa de campo e produzia esses remédios de flores utilizando uma nova técnica, onde extraia apenas as propriedades energéticas delas, a partir da exposição solar. Foi assim que nasceram os 38 Florais de Bach.


Florais Californianos

Também chamados de Florais da Califórnia, são feitos a partir da mesma técnica usada por Bach, porém com flores da região da Serra Nevada, na Califórnia, até a encosta do Oceano Pacífico. Foram desenvolvidos por um casal de estudiosos, Richard Katz e Patricia Kaminiski, na década de 70.

Os florais californianos contam com 189 essências e 18 fórmulas.


Cura energética com uso de florais

Os florais atuam com base na cura energética, que é um termo genérico utilizado para qualquer tipo de terapia que trabalhe com a manipulação de energias presentes nas pessoas.

O objetivo de terapias de cura energética é recuperar o equilíbrio e restabelecer o fluxo energético correto.

Os florais são utilizados como tratamento de uma série de problemas como ansiedade, depressão, estresse, insônia, gripes, resfriados, para fortalecimento do sistema imune, melhora da memória, foco e concentração, dentre muitos outros.

Cada essência é elaborada a partir de determinadas flores e desempenham funções específicas. Por isso, é muito importante saber qual o floral recomendado para cada caso.

Se você se interessou por esse tema e quer experimentar o poder de cura dos florais, pode contar com os produtos do Empório Natural.

Em nossa loja você encontra uma ampla variedade de florais com garantia de procedência, para um tratamento efetivo. Visite nosso site e confira.

4 visualizações0 comentário

Apesar dos nomes serem muito parecidos, alimentos Probióticos e Prebióticos não são a mesma coisa.

O consumo de ambos é muito indicado para melhorar a saúde intestinal e beneficiar o organismo como um todo.

A seguir, explicamos de forma simples e prática o que diferencia um do outro.


Probióticos ou prebióticos

De acordo com a definição da Organização Mundial da Saúde (OMS), os probióticos são microrganismos vivos que, quando consumidos na quantidade adequada, promovem benefícios à saúde.

Esses microrganismos podem ser de diferentes espécies, sendo que os mais conhecidos são os lactobacilos, encontrados em alimentos como iogurtes e leites fermentados.

Já os prebióticos, são componentes que servem como alimentos para que as bactérias possam se reproduzir no intestino. Eles estão presentes em alguns alimentos como tomate, cebola, banana e aveia. Ou ainda, podem ser consumidos na versão de comprimidos.

De uma forma ainda mais simples de entender, probióticos são bactérias do intestino e prebióticos são alimentos para que elas trabalhem e desempenhem suas funções.

Quando um alimento contém uma dessas substâncias, ele é chamado de alimento funcional. Isso quer dizer que, além de nutrir, ele é capaz de proporcionar mais benefícios para a saúde do organismo.


Quais os benefícios de consumir probióticos?

O consumo regular dos alimentos funcionais previnem doenças e ajuda a manter o bom funcionamento do intestino. Além disso, o consumo diário reduz sintomas de diarreia nos pacientes que estão passando por tratamento de radioterapia ou quimioterapia.

A seguir, vemos mais alguns dos benefícios promovidos.

Probióticos

  • Aumentam a imunidade;

  • Maior resistência do intestino ao desenvolvimento de doenças;

  • Alívio de constipação;

  • Equilíbrio da flora intestinal;

  • Ajuda na digestão da lactose para pessoas intolerantes;

  • Melhora a absorção de minerais e a produção de vitaminas.

Prebióticos

  • Regula a absorção de cálcio feita pelo organismo;

  • Aumenta a quantidade de bactérias boas no intestino;

  • Inibe a multiplicação dos patógenos, ou seja, causadores de doenças;

  • Reduz o risco de doenças, incluindo câncer de cólon.


Como consumir probióticos e prebióticos?

Alimentos que contém essas substâncias devem fazer parte da alimentação diária, de forma a beneficiar o organismo e aproveitar sua eficácia na proteção contra o desenvolvimento de doenças.

A suplementação é indicada em casos de distúrbios intestinais, como constipação ou diarreia. Deve ser indicada pelo médico.

Alimentos probióticos para inserir na alimentação: iogurte natural, leite fermentado, queijo cottage e kefir, chucrute, chicória, pães de fermentação natural, kombucha, Picles, Misso, Shoyu, etc.

Alimentos prebióticos para inserir na alimentação: Alho, cebola, banana, aveia, cevada, sementes de linhaça, maçã, farelo de trigo, etc.


Mantenha uma dieta variada e nutritiva, sua saúde agradece!

O segredo para manter o organismo livre de doenças e cheio de energia, é manter uma alimentação variada e rica em nutrientes.

Além disso, cuidados com a hidratação e a prática regular de atividades físicas também são muito importantes.

Conheça os produtos do Empório Natural e melhore a sua qualidade de vida através da alimentação.

Acesse a nossa loja.


7 visualizações0 comentário